BIBLIA LEGAL

Historia de Jacó → Quem foi Jacó na Bíblia

Se você já leu a Bíblia ou costuma ouvir pregações com certeza já se deparou com o nome de Jacó. Esse é um personagem muito conhecido e famoso das Escrituras e da história de Israel. Você conhece a história de Jacó? Sabe quem é esse personagem?

historia-de-jacó

Quem foi Jacó?

Conhecer a história de Jacó é conhecer a origem de Israel. A vida de Jacó é um marco decisivo na jornada do povo de Deus. Não tem como falar de fé cristã, Bíblia e Israel sem conhecer a caminhada desse homem que carregou uma promessa desde o ventre de sua mãe.

Nesse artigo você irá descobrir que era esse homem tão importante na cultura judaica e cristã.

  • História de Jacó
  • A família de Jacó
  • A importância de Jacó
  • A teologia de Jacó

História de Jacó

A história de Jacó começa muito antes dele nascer. Encontramos o registro dessa história no livro de Gênesis. Tudo começa quando Deus separou Abraão, seu avô, para sair de sua cidade para habitar em uma terra que o próprio Deus havia escolhido. Uma das promessas que Deus deu a Abraão foi que ele seria pai de nações (Gênesis 17. 4,6).

Origem da promessa

Abraão não chega a fixar morada em nenhum território então consequentemente a promessa é passada para seu filho Isaque. Assim como seu pai Abraão, Isaque viveu como um nômade. Isaque também não fixou moradia em nenhum território. Assim sua promessa passaria para seu primogênito (filho mais velho).




O nascimento de Jacó

Isaque teve dois filhos, gêmeos. O mais velho foi chamado de Esaú e o mais novo, que nasceu agarrado ao calcanhar de Esaú, foi chamado de Jacó. Jacó e Esaú cresceram como e adquiriram habilidades e estilos de vida diferentes. Enquanto Esaú aperfeiçoou as habilidades de caça, Jacó aprendeu os serviços caseiros como criar animais e cozinhar.

Na teoria era para Esaú ser o herdeiro da promessa do avô Abraão, porém a mãe de Jacó, Rebeca, quando ainda estava grávida teve uma revelação de que em seu ventre existiam duas nações e o mais novo dominaria o mais velho. Certo dia Esaú chegou faminto de uma caça e viu Jacó cozinhando e pediu um pouco da comida, Jacó prometeu dar se em troca Esaú cedesse o direito a primogenitura. Esaú não pensou duas vezes e aceitou a proposta.

Jacó recebe a promessa de Abraão

Isaque em sua velhice decide transferir as bênçãos e promessas divinas para seu primogênito antes de morrer. Porém Jacó ao saber disso, prepara a comida preferida de seu pai e se disfarça com o cheiro e a pele de animal (pois Esaú era peludo) para enganar seu pai já cego. Jacó, então, transfere a promessa de Abraão para seu filho Jacó sem saber. Quando Esaú descobre fica furioso e jura vingar-se.

Jacó e Labão

A Rebeca enviou Jacó para a sua terra natal em Harã, para ficar escondido na casa de Labão, irmão de Rebeca e tio de Jacó. No meio do caminho Jacó tem um sonho onde vê uma escada que chegava aos céus e naquele momento faz uma aliança com Deus. Na casa de Labão, Jacó se apaixona por Raquel, filha de Labão. Jacó promete trabalhar sete anos para seu tio em troca de se casar com Raquel.

Depois de sete anos Jacó consegue se casar, mas quando vai receber a noiva descobre que foi enganado pelo tio Labão. Invés de casar com Raquel ele casou com a irmã mais velha Lia. Jacó faz outro acordo com Labão para trabalhar mais 7 anos em troca de se casar com Raquel.

Sete anos depois, Jacó finalmente casa-se com Raquel e sai da terra de seu tio, Labão. Jacó decide retornar para sua terra natal para fazer as pazes com seu irmão Esaú. Então ele parte de Harã com suas duas esposas Lia e Raquel, além das servas de suas esposas, Zilpa e Bila.

Jacó luta contra o anjo

Pouco antes de se encontrar com seu irmão, Jacó tem um novo encontro com Deus. Quando estava passando por um local conhecido como Jaboque, ele atravessou todas as mulheres, filhos, servos e bens e ficou sozinho. Antes de atravessar  foi surpreendido por um homem que se pôs a lutar. Jacó e o homem lutaram até o amanhecer. Quando o homem viu que não conseguia imobilizar o patriarca, ele deslocou a coxa de Jacó. Porém, Jacó não soltou o homem até que esse misterioso homem o abençoa.

Depois da luta, o homem reconhece que Jacó é um guerreiro e decide abençoá-lo e muda o seu nome de Jacó para Israel, que significa aquele que luta com Deus. Então Jacó percebe que havia ficado face a face com Deus e não morreu, por isso chamou aquele local de Peniel.

Jacó torna-se Israel

A partir daquele dia, Jacó fica conhecido como Israel e assim surge a grande nação que se tornaria a receptora do Cristo. Jacó teve 12 filhos com suas duas esposas e com suas servas, cada um de seus filhos deu origem às tribos que formariam a nação de Israel. Assim, Jacó torna-se o cumprimento da promessa de Deus a Abraão.

A família de Jacó

Jacó era filho de quem? Quem eram seus filhos? Essas perguntas são tão importantes quanto sua história em si. Jacó era filho de Isaque e Rebeca. Seu pai era filho de Abraão que é uma figura importante tanto na cultura Judaico-cristã quanto na cultura arabe e muçulmana.

Jacó teve um irmão gêmeo, Esaú. Apesar de não ter recebido a promessa de Abraão, Esaú também tornou-se pai de uma grande nação antiga que ficou conhecida como Edom. Em diversas passagens bíblicas Edom protagonizou histórias com o povo de Israel, apesar de serem nações irmãs a relação entre elas na maioria das vezes era de conflito.

Jacó teve 12 filhos e uma filha. Com Lia, sua primeira esposa, Jacó teve Rubem, Simeão Levi, Judá e Diná. Com sua amada Raquel Jacó teve José e Benjamim. Jacó também teve filho com as servas de suas esposas, com Zilpa ele teve Gade e Aser, com Bila ele teve Dã e Naftali.

Ao morrer, Jacó declarou uma benção para cada um de seus filhos. Eles tornaram-se as tribos que formaram a nação de Israel e foram responsáveis pelo cumprimento da promessa que um dia foi derramada sobre Abraão, o primeiro patriarca.

Teologia de Jacó

A história de Jacó até hoje serve de inspiração tanto para Judeu quanto para cristãos. É comum em cultos e eventos religiosos serem lidos trechos da história desse patriarca ou enaltecer sua saga. Afinal de contas a história de Jacó é um enredo de altos e baixos, superação e frustração, bênçãos e desafios, dignas de um épico dos cinemas.

Mas além da emocionante história, Jacó mostra como a promessa de Deus atravessa gerações e mesmo que demora são cumpridas. Ela nos mostra que por mais que a história de uma pessoa possa ter começado conturbada e cheio de lados sombrios, Deus ainda está disposto a fazer uma aliança e dar um novo rumo a jornada.

Na história de Jacó você pode perceber a teologia da Salvação, do amor e cuidado de Deus. Não houve situação difícil que Deus não esteve ao lado de seu servo. Muitos lembram de Jacó como o trapaceiro que enganou o pai e o irmão. Mas ele teve sua história mudada por Deus e tornou-se a grande nação que Deus prometeu a Abraão.

É impossível ler a história de Jacó e não perceber o quanto Deus ama uma pessoa e está disposta a dar uma nova chance. Essa história de um filho mais novo que se torna o primogênito e não só herdeiro da promessa de Abraão como o cumprimento dela.

Bíblia Legal

Olá sou Wallace e faço parte da Equipe do Bíblia Legal. Nós temos como foco trazer e compartilhar a palavra de Deus através desse veiculo que só cresce. Espero que goste e que Deus abençoe sua vida.